É primavera?

Vista da janela do trabalho em 7 de abril de 2009.

Vista da janela do trabalho em 7 de abril de 2009.

E eu super contente com a volta dos gansos. Até me deu esperanças de que teríamos de fato primavera, e não a estação que recebe o apelido de ainda inverno.

Telemarketing automatizado?

Telemarketing AutomáticoGente, é mesmo inacreditável!!!

A que ponto chegamos?

Acabo de receber a seguinte ligação:

“A mensagem a seguir foi gravada pela Northern Reflections…

…Não deixe de aproveitar a promoção de 20% de desconto adicionais na compra de […]”

Sério mesmo, se é que é possível, conseguiram deixar o que já era incoveniente mais insuportável ainda. Posso até soar ingênua, mas, para mim, colocar uma gravação “do outro lado da linha” para lhe convencer a comprar um produto é algo que até o mais ambicioso dos “capitalistas selvagens” classificaria como “passar dos limites”.

Enfim. O que custou a passar foi a raiva que me deu, mas tudo bem. Agora, que já estou mais calma,  analisando “friamente” a situação, cheguei às seguintes conclusões:

1. Que idéia genial!

“Hein? Como assim?”

Pois é, se você olhar pelo “lado bom”, agora a gente não precisa mais fingir ser educado e ficar constrangido de desligar o telefone “na cara” do vendedor. É só uma gravação mesmo…

2. Se não tivesse escutado a primeira frase, que informava se tratar de uma gravação, provavelmente eu levaria algum tempo para perceber.

Só não sei dizer se porque a gravação foi feita “com todo o carinho” ou se o fato é que já estamos acostumados a “atendentes de telemarketing” cada vez mais robotizados…

Fim dos "atendentes de telemarketing"?Será esse então o fim dos “atendentes de telemarketing”?

Sei que é exagero e isso está longe de acontecer, mas só essa possibilidade já me fez imaginar uma legião de “ex-consultores de call center” tentando se ajustar a um mundo “imprevisível”, onde não há um “script” a ser seguido. Eu me pergunto: O que um atendente de telemarketing teria a dizer ao mundo ao se ver “libertado”, senhor absoluto de suas próprias falas?

Vida de estagiário 2 x 0 Vendedor

Toc toc.

“Olá senhorita, vimos que você já utiliza o serviço de Internet com a Rogers e estamos aqui para oferecer um pacote promocional para outros serviços. Qual seria o seu provedor atual para telefone fixo?”

“Ah, eu não tenho telefone fixo”.

“Hã? Não tem? Bem, então essa é a oportunidade de você ter um. Se me permite perguntar, a sua conta de celular não fica um pouco alta por conta disso, algo entre 60 e 70 dólares?”

“Não, é bem menos que isso”.

“Mesmo? Hum… bom, mas ainda assim, com o telefone fixo você poderia comprar pacotes para ligações de longa distância, como para o Brasil, por exemplo” (perspicaz, mas a camiseta que eu estava usando foi quem deu a “dica”)

“Cara, sabe o que é? É por isso que eu tenho Internet, justamente para poder manter o contato sem precisar ligar…”

(Não se dando por vencido…)

“Ah… pois é, tudo bem. E que tal então assinar a TV a cabo?”

“Puxa, até que eu queria, mas é que eu não tenho TV…”

“Obrigado então. A Rogers agradece a preferência.”