Guia dos Aventureiros: Mantendo Contato

Exemplos de serviços de mensagens instantâneas (leitura e voz) e redes sociais. Na montagem: twitter, google talk, msn, gmail, skype, facebook e orkut.

Exemplos de serviços de mensagens instantâneas (leitura e voz) e redes sociais. Na montagem: twitter, google talk, msn, gmail, skype, facebook e orkut.

Não é nenhuma novidade: o mais difícil em qualquer viagem longa é enfrentar a distância da família e amigos.

Felizmente, a era digital tem o poder de aproximar pessoas. O objetivo desse post é dar dicas de tecnologias que podem ser utilizadas para esse fim.

Como os meios mostrados na imagem acima já são bastante divulgados e amplamente conhecidos, eu vou focar em um método de comunicação menos difundido, o VoIP (Voz sobre IP).

Okay, okay. O skype também oferece o serviço, mas, além de mais caro, na minha opinião é de menor qualidade.

Sobre o VoIP

Para quem não conhece a tecnologia, imagine poder fazer ligações gratuitas para praticamente qualquer ponto do globo. Esclareço desde já que não é completamente de graça, mas é quase. Vamos aos detalhes.

Nesses serviços, você paga uma taxa via cartão de crédito e ganha o direito de fazer ligações ilimitadas por um determinado período (60, 90 ou 120 dias). Depois que esse prazo termina, as ligações passam a ser cobradas com taxas simbólicas (1 ou 2 centavos por minuto), descontadas do seu total de “créditos” (aquela taxa que você pagou no início). Quando também esses créditos acabam, é só “recarregar” que o ciclo se reinicia (período grátis, seguido de desconto no saldo).

Como essas ligações são feitas?

Você liga a partir do seu computador (usando o microfone) e a pessoa atende do outro lado da linha pelo telefone, como em uma ligação normal. Embora nem sempre a ligação seja perfeita (pode haver eco, som atrasado, ruído etc), vale muito a pena. Uma dica é comprar um headset (daqueles utilizados em call-center), que pode ser encontrado nas lojas por um preço bastante em conta (a partir de 15 reais).

Caso você prefira ligar diretamente do seu telefone, esses softwares oferecem ainda a opção Phone2Phone, que, em contrapartida, cobra uma taxa por ligação. Além disso, é possível que o seu provedor de telefone cobre por essas chamadas, ainda que como se fossem ligações locais.

Escolhendo o serviço

Clique na imagem para acessar o 12VoIP.

Clique na imagem para acessar.

São várias as opções de serviços. Como escolher então? Tudo depende de onde você se encontra, pois cada empresa oferece um pacote diferenciado, limitado a determinados grupos de países espalhados pelo globo. De um modo geral, se você estiver em um país “desenvolvido”, como EUA/Canadá, a sua família poderá ligar de graça tanto para o telefone da sua casa/escola/trabalho, quanto para o seu celular. Já para ligações feitas ao Brasil serem gratuitas, só se for para um telefone fixo.

Um outro detalhe é que, como esses serviços são internacionais, normalmente a moeda de pagamento é o Euro. Como o valor da taxa cobrada pelo serviço gira em torno de 10 euros, no final equivale a você ter pago algo entre 25 e 30 reais.

Em relação às “ligações ilimitadas”, vale uma ressalva: se você for como eu e fala pelos cotovelos, há um momento em que o sistema acusa que você “ultrapassou a política de uso justo” e começa a cobrar pelas ligações. Caso isso aconteça, basta você passar um ou dois dias sem utilizar o serviço que as ligações voltam a ser gratuitas pelo tempo restante (há um contador que informa quantos dias faltam).

Passo a passo

Clique na imagem para acessar o JustVoip.

Clique na imagem para acessar.

1. Escolha o seu serviço VoIP. Particularmente eu gosto do 12VoIP, que oferece 90 dias de ligações grátis, e do JustVoIP (120 dias).

2. Faça o download do software e instale-o na sua máquina. Aconselho a escolher o idioma inglês (o português é de Portugal).

3. Cadastre-se e pague a taxa de 10 euros com o seu cartão de crédito.

4. Ligue à vontade (mas com moderação!)

12VoIP

Para finalizar, é importante ressaltar que, de nada vai adiantar o uso de tantas tecnologias se você não tiver a força de vontade necessária para manter contato com as pessoas que ama. Por tudo que você está vivendo em um “país estranho”, conseguir essa façanha pode ser bem difícil e, não importa o quanto você se esforce, sempre haverá alguém reclamando que você “está sumido”.

O jeito é seguir sempre tentando e dando o seu melhor. Um e-mail coletivo de vez em quando ajuda um bocado. Manter um blog então…

É isso. Espero que tenham gostado. Não deixem de mandar sugestões!

Anúncios

Guia dos Aventureiros: Agenda Cultural

Ilustração: Getty Images

Ilustração: Getty Images

Esteja onde você estiver, é sempre importante “estar por dentro” do que acontece na vida cultural dessa localidade: são shows, festivais e exibições em museus, entre tantas outras atrações, como Garage Sales.

Além da tradicional pesquisa no Google, se você for permanecer no mesmo local por um tempo mais longo, melhor ainda é se inscrever em newsletters estilo “Agenda Cultural”, como a do Ottawa Kiosk. Ottawa dispõe ainda de um site só com a Agenda de Festivais.

Já para viagens curtas, folhetos e encartes de museus e outras atrações distribuídos em centros de informação turística são ideais: além de fornecer a informação que você precisa, são ótimo material para futuros scrapbooks.

Uma boa dica é se inscrever nos e-mails de grupo das Comunidades Brasileiras (que provavelmente irão existir se você estiver em um local com mais de 1 milhão de habitantes). Em Ottawa, temos dois grupos: o Bino (ícone no menu direito do blog) e o Grupo Fale.

Esses grupos são bastante úteis, pois, além de sempre informarem sobre eventos brasileiros, como festivais latinos de cinema, eles também estão sempre organizando festas verde-e-amarelas para matar um pouco a saudade do Brasil. Oferecem, ainda, informações gerais, como anúncios (apartamentos para alugar, móveis para vender, serviços de tradução juramentada etc) .

Por fim, você pode ainda se cadastrar na Embaixada ou Consulado brasileiro da cidade, caso exista. Muitas vezes eles promovem festas e coquetéis em ocasiões especiais, como o Dia da Independência. A Embaixada Brasileira em Ottawa costuma ainda detacar eventos verde-e-amarelos em seu site. Mais que isso, a real importância desse cadastro está na Embaixada/Consulado ter os seus dados em caso de emergência. Sem querer ser dramática, imagine uma situação crítica (blecaute geral na cidade, atentado terrorista, terremoto, acidente aéreo etc), em que por algum motivo a sua família não consegue entrar em contato com você. É aí que entra em cena a ação da embaixada, para ajudar a localizá-lo.

Bem, agenda pronta, agora é só partir para novas experiências e descobertas.

Tenha uma boa aventura!

E aí? O que acharam das dicas? Alguma sugestão de outros métodos para saber sobre tudo que acontece na cidade “estrangeira” em que você se encontra?

Viagem a trabalho para o Canadá

“Viagem a trabalho para o Canadá? Como assim?”.

É uma pergunta recorrente. Então, começo logo explicando:

“Trata-se de um estágio de um ano em Ottawa na área de RH da Alcatel-Lucent (gigante das telecomunicações). É um trabalho normal, com expediente de segunda à sexta (das 8h às 4h), remunerado e com os mesmos direitos trabalhistas de qualquer outro empregado”.

“E como você conseguiu?”.

Essa é a parte da conversa em que você já ficou interessado e quer saber como faz para “conseguir” também. Aí é a minha vez de perguntar:

“Você já ouviu falar da AIESEC?”

Invariavelmente, a resposta é não. Antes mesmo de começar a explicar do que se trata, é necessário esclarecer:

“Não é uma agência de intercâmbio”.

A AIESEC é a plataforma internacional para jovens descobrirem e desenvolverem o seu potencial.

Trata-se de uma organização estudantil sem fins lucrativos fundada no pós-guerra (há 60 anos). Nessa época, ainda devido aos efeitos da guerra, a idéia era promover o intercâmbio cultural entre jovens para estimular uma maior tolerância entre diferentes crenças e etnias.

Hoje a AIESEC vai além e busca desenvolver lideranças conscientes de seu papel na promoção da diversidade e sustentabilidade no mundo corporativo. E o meio que a AIESEC encontrou para alcançar esse objetivo foi estabelecer parcerias com empresas do mundo inteiro, sejam elas locais ou grandes multinacionais. Desse modo, a cada ano são abertas por todo o globo milhares de vagas de estágio, para as mais diversas áreas.

Por ser uma organização totalmente formada por jovens universitários ou recém-formados, a AIESEC oferece a esses estudantes a chance de assumir cargos de liderança, o que normalmente não acontece em “estágios” comuns. E esse é apenas um dos diferenciais que fazem com que grandes empresas procurem profissionais da AIESEC.

Bem, espero ter aguçado a sua curiosidade.

Para saber como se tornar um “AIESECo” ou simplesmente conhecer um pouco mais sobre essa instituição, acesse:

AIESEC Recife
www.aiesec.org.br/recife

AIESEC Brasil
http://www.aiesec.org.br/

AIESEC no mundo
http://www.aiesec.org/


E boa jornada!